Escolha uma Página

 

Um estudo recém-publicado pela American Psycological Association mostra a relação entre a dor nas costas, o encolhimento e a rotina de trabalho.

Pela escala montada pelos cientistas suíços da Universidade de Berna, a nossa coluna encolhe, em média, 14 milímetros, ou 1%, de estatura ao longo de um dia trabalhado. E esse fenômeno, segundo esses pesquisadores, tem sim reflexo na dor lombar. Para quem trabalha sentado, por exemplo, a gente relaxa os músculos que ficam em volta da coluna. E, quando isso acontece, existe uma pressão maior sobre os discos, sobre a cartilagem, causando dor nas costas. Essa pressão diminui o líquido interno do disco e faz com que a gente diminua um pouco de tamanho durante o dia.

Mas o que isso tem a ver com poder? Funcionários que têm mais flexibilidade na sua rotina, que podem fazer pausas sem que o chefe reclame, têm menos dor.

Esse resultado reforça a necessidade de conscientização do funcionário para que pontue o seu dia com alongamentos, por exemplo, ou pequenas caminhadas. Outro cuidado também é com as noites de sono. É durante a noite que o disco é reidratado e a coluna volta ao tamanho “normal”.  Mas para isso é preciso que se durma bem, com horas de sono que realmente proporcionem descanso e relaxamento ao corpo, em colchão e com travesseiros adequados.

Via: Folho de Alphaville – ABRH-SP – Gestão de Pessoas – 23/10/2015