Pretendo engravidar e tenho hérnia de disco, a gravidez pode prejudicar a minha hérnia?

 

De todas as questões relacionadas a coluna, que vão da postura ao fortalecimento das estruturas, entre outros, a hérnia de disco é com certeza a que mais desperta interesse. Isso porque, as dores relacionadas as hérnias de disco são as queixas mais comuns nos consultórios de dor crônica na coluna. Várias questões são levantadas pelos pacientes nas consultas e se percebe que os mitos sobre a doença se repetem. O importante é destacar que o desenvolvimento da ciência e da tecnologia vem mudando a maneira de se tratar esta doença.

Há diversas causas para o problema e é preciso identificar a causa correta antes de indicar o tratamento adequado. Uma das causas mais comuns, são os erros de postura – por isso, uma das questões do médico durante a consulta é exatamente se o paciente tem erros posturais ao longo do dia. Além disso, é importante saber também se o paciente é sedentário ou se tem pessoas na família com dores.

Antes de direcionar o tratamento, é preciso saber se a dor é localizada, se irradia para outras partes do corpo e há quanto tempo ela existe. A partir daí, é possível indicar a melhor forma de tratamento, se com o uso de remédios, cirurgia ou até mesmo fisioterapia.

Veja algumas dúvidas dos pacientes que surgem nas consultas:

1. A hérnia de disco pode me deixar na cadeira de rodas? 

Uma hérnia de disco pode levar a uma paralisia desde que cause uma severa compressão medular ou de um nervo por tempo prolongado.

2. Pretendo engravidar e tenho hérnia de disco, a gravidez pode prejudicar a minha hérnia? 

O recomendando é que a pessoa que quer engravidar e já tem algum problema de hérnia de disco, se prepare. O ideal é que ela prepare a musculatura da coluna antes de engravidar.

Alguns exercícios de fortalecimento, feitos com um bom fisioterapeuta são bem-vindos, pra que durante a gravidez ela já tenha preparado a musculatura. Pra que quando ela engravidar já esteja preparada para essa alteração mecânica que é o aumento do peso da barriga.

3. Tem alguma coisa que posso fazer para melhorar a dor no meu trabalho? 

Quem trabalha dirigindo, comprovadamente, tem mais tendência a problemas de coluna. Ficar sentado muito tempo pode ter impacto. Quando estamos sentados, os músculos estão relaxados e os discos comprimidos e sobrecarregados, o resultado pode ser dor. Por isso, nada de sedentarismo.

4. O uso do salto alto prejudica a hérnia de disco? 

O uso de salto alto não prejudica a coluna vertebral. Porém, deve ser evitado o uso              prolongado desse tipo de calçado, principalmente quando o salto for fino e muito elevado.  Isso causa a má distribuição do peso corporal. Da mesma forma, evite o uso de sapatos rasteiros, sem salto algum. Eles também prejudicam a coluna.

5. Tenho hérnia de disco, quando fico estressado minha dor piora, o que posso fazer? 

Quando ficamos estressados o cérebro fica mais ativado e automaticamente ele fica mais sensível a dor. Geralmente quando temos stress as percepções cerebrais aumentam e automaticamente a dor aumenta. O que se deve fazer, são medidas para aliviar o stress e também alguns tipos de alongamentos e relaxamento da coluna.

6. A alimentação influencia na dor da hérnia de disco? 

Cuidar da alimentação é de extrema necessidade para quem deseja favorecer a saúde do corpo.  Além de manter o peso corporal equilibrado (evitando a obesidade e, consequentemente, sobrecarga à coluna), alimentos corretos ajudam, inclusive, na nutrição dos nossos ligamentos e articulações.

Tratamentos da hérnia sem cirurgia 

Cerca de 20% da população tem hérnia de disco e NAO tem dor !! Ter hérnia de disco NÃO significa estar doente. Cerca de 80% das dores por hérnia de disco ACABAM dentro de 2 meses, com ou sem tratamento, os 20% restantes irão levar a dor CRÔNICA. A cirurgia é uma das opções de tratamento da hérnia, mas é possível tratar o problema sem cirurgia. Os tratamentos a seguir visam “desinflamar “a hérnia, fazendo com que a mesma “cicatrize” sem gerar mais dor ou cirurgia.

Termografia - É um exame muito moderno e a mais recente novidade nos consultorias de medicina da dor. Através de uma câmera fotográfica ESPECIAL, as regiões acometidas pela hérnia de disco aparecem em diferentes cores, nos mostrando como está FUNCIONANDO a hérnia desta pessoa, diferente da ressonância que mostra apenas a anatomia hérnia, sem mostrar como ela funciona.

Bloqueio da dor - Com um RAIO X especial, uma agulha é introduzida (com anestesia local) na coluna até a chegar na hérnia e é colocado medicamento para desinflamar e cicatrizar a hérnia. Cerca de 70% das pessoas tem uma boa melhora da dor e não precisam operar.

Radiofrequência pulsada - Se o bloqueio falhar, uma agulha é colocada da mesma forma e um aparelho manda ondas de radiofrequência que desinflamam a hérnia (anestesia local).

TOC (terapia por ondas mecânicas extracorpóreas) – Um pequeno aparelho aplica na pele, através de uma pistola, uma onda mecânica (parecida com a que é utilizada para quebrar a pedra nos rins), que atua na célula dos músculos da coluna, relaxando e eliminando as substâncias inflamatórias geradas pela contração muscular exagerada que a hérnia de disco provoca.

 

Veja a matéria publicada no site Guia do Bebê.